sábado, 9 de abril de 2011

Doce Solidão.

Não quero que você diga que me ama hoje. Eu quero férias do amor, quero férias dessa loucura que é estar perto de você. Quero sair com minhas amigas, dançar e beber uma noite inteira sem pensar como você está.
Eu não passarei mais uma noite olhando para o celular esperando você ligar. Esse meu amor está cansado de esperar, de brigar, de faltar. Sim, faltar. Sem você parece que falta sal na comida, falta açúcar nos doces. Então questiono qual seria o melhor, o insosso ou amargo das brigas?
Quero essa liberdade só minha de voar, de fazer as coisas da minha maneira. Prefiro essa minha solidão sorridente à sua companhia chorosa. Essa leveza que começo a sentir diariamente me conta que o fim do meu amor está chegando, e me conta também que não quero agora ninguém, nem mesmo você. Não quero declarações ou nem mesmo desculpas. Só quero essa minha doce solidão que me mostrou o caminho da felicidade.