quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Títulos

Eu não gosto de títulos, porque eles definem e limitam. Eu nunca lhe dei um título, nem de amor da minha vida, porque você sempre foi mais. Você é cada música romântica que eu escuto, cada poema que eu escrevo, é toda a dor da sua partida. É mais do que um simples alguém que cruzou minha vida, você me fez entender sentimentos que eu não entendia.
Você foi meu sol nos dias nublados, foi a risada do meio de tanta tristeza. Foi o motivo que eu corava ,e me trapalhava toda.
Você vai sempre ser algo mais para ser lembrado.

Nenhum comentário: